André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Pacote de 1 ano de governo inclui site e conteúdo para as redes

Palácio do Planalto faz reunião aberta nesta sexta, 12, com ministros para apresentar realizações das pastas

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2017 | 20h16

BRASÍLIA - Entrou no ar nesta noite de quinta-feira, 11, o site do governo federal que marca um ano de gestão do presidente Michel Temer, data que será celebrada nesta sexta-feira, 12, com um evento no Palácio do Planalto. Com o marca “Agora Brasil”, a nova página da internet destaca “1 ano de coragem, trabalho e avanços”. Nela, há sessões com notícias de “economia”, “cidadania”, “eficiência”, “infraestrutura”, “Brasil e mundo”.  

Na área de economia, um dos destaques é a liberação das contas inativas do FGTS. A aba de cidadania destaca o reajuste do Bolsa Família, a liberação de verba para o Fies e outras medidas como o decreto que determinou que um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) ficasse sempre à disposição para transplante de órgãos. De acordo com o site, de junho de 2016 até abril deste ano, a FAB transportou 263 órgãos para transplante no País. ”As 192 missões realizadas no período só foram possíveis graças ao decreto nº 8.783, assinado pelo presidente da República, Michel Temer”, diz o texto.

Na sessão “Eficiência”, está entre os destaques como um dos feitos deste um ano de governo a força-tarefa para fazer um pente-fino nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Na sessão de Infraestrutura, o governo escolheu destacar o programa Minha Casa Minha Vida e a transposição do Rio São Francisco. Na área de Brasil e Mundo, o governo destacou algumas notícias, entre elas a Assinatura do Acordo de Paris. De acordo com o Planalto, até 2030, o Brasil pretende reduzir em 43% as emissões de carbono em relação a 2005. “Antes disso, até 2025, a meta é que o País corte 37% das emissões”.

O Palácio do Planalto vai lançar ainda quatro novos canais com conteúdo distribuído prioritariamente no Facebook e no Twitter. Um deles será focado na rotina do Planalto, com divulgação de agendas do presidente e vídeos de ministros. Haverá ainda um canal voltado para as ações políticas e um último canal com serviços.

Reunião aberta. O governo pediu que ministérios fizessem o balanço de suas ações para divulgação. A fala de Temer será aberta à imprensa, às 10h. Há a previsão de que os ministros também apresentem, em falas de 2 a 3 minutos, os principais feitos de suas respectivas pastas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.