Pacientes de SP terão de pagar consultas e pedir reembolso

Os médicos paulistas decidiram cancelar o atendimento a planos de saúde a partir do dia 30. Em assembléia ontem à noite, na capital, eles incluíram a Golden Cross na lista de empresas cujos planos não serão atendidos.De acordo com o presidente da Associação Médica Brasileira, Eleuses Paiva, as associações de médicos vão se reunir com órgãos de defesa do consumidor para decidir a melhor maneira de cobrar as consultas. "Vamos discutir a questão para que nenhum usuário seja punido", disse Paiva, após a assembléia, que terminou por volta das 22h30.Ontem à tarde, o presidente do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, Clóvis Francisco Constantino, já havia adiantado ao Estado que os pacientes deverão pagar, no consultório, o valor equivalente à nova classificação dos serviços, aprovada pelo Conselho Federal de Medicina, mas ainda não aceita pelas seguradoras. Depois, teriam de requerer o reembolso nos planos de saúde.Para Constantino, a situação é insustentável. "Desde o fim do mês passado, ninguém (das seguradoras) nos atende", disse. "Não podemos continuar dessa forma, com médicos fechando consultórios pela falta de honorários, outros tendo de fazer procedimentos que não são cobertos. Os planos reajustam a mensalidade dos clientes, mas não nos repassam há dez anos." A próxima assembléia foi marcada para 17 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.