PAC transformará País em 'canteiro de obras', diz Lula

Para presidente, obras do Programa de Aceleração do Crescimento vão gerar emprego e distribuição de renda

28 de janeiro de 2008 | 07h34

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira, 28, em seu programa de rádio Café com o Presidente, que as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) vão transformar as regiões metropolitanas brasileiras em um "canteiro de obras". Isso vai gerar "os empregos que nós precisamos (...) e a distribuição de renda que tanto nós queremos que aconteça no Brasil", disse o presidente.   Lula também ressaltou que os projetos do PAC estão sendo realizados dentro do tempo previsto e que o dinheiro para as obras dos meses de março e abril já está garantido.   O presidente ainda destacou a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que mostra que o rendimento médio do trabalhador cresceu 7,7% e que o percentual de pessoas ocupadas com carteira assinada passou de 39,7% em 2003 para 42,4% em 2007.   O presidente, no entanto, disse não estar satisfeito com a situação e afirmou que o País tem condições de produzir mais. Para isso, o governo pretende realizar obras como a terraplanagem da Companhia do Pólo Petroquímico do Rio de Janeiro (Copperj), que, segundo o presidente, será o maior centro petroquímico do País. Lula ainda citou a construção de navios e das Ferrovias Norte/Sul e Transnordestina.   "Agora, é só a gente continuar fazendo as coisas certas que o Brasil vai dar um salto de qualidade, os empregos vão acontecer, os salários vão acontecer", disse o presidente.   Com a proximidade do feriado de Carnaval, Lula pediu atenção aos motoristas nas estradas e citou a Medida Provisória assinada por ele que proíbe a venda de bebida alcoólica nas estradas federais.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaPAC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.