P-7 operava com 143 funcionários

A Petrobras informou que havia 143 pessoas no momento em que houve o "blow out" na plataforma P-7, no Campo de Bicudo, setor sul da Bacia de Campos, a 120 quilômetros de Macaé. Apenas 37 funcionários permaneceram na unidade, porque fazem parte das brigadas de incêndio e emergência. O convés da Plataforma foi alagado por óleo e a produção foi paralisada imediatamente. "Não houve explosão, não houve incêndio e ninguém está ferido", disse um funcionário que não quis se identificar.A Petrobras ainda não conhece a dimensão do vazamento de óleo da plataforma mas enviou equipes para sobrevoar a área da P-7 e avaliar a quantidade de óleo que vazou para o mar. A empresa informou que acionou imediatamente seu plano de contingência e informou as autoridades sobre o vazamento. Ainda segundo informações divulgadas pela empresa, o acidente aconteceu às 4h45 da manhã, durante operações de teste em um poço de produção do Campo de Bicudo. O vazamento de óleo aconteceu na tubulação de produção. O Campo de Bicudo está em produção desde a década de 80 e produz a uma lâmina d´água de 210 metros. A plataforma P-7 produzia 15.600 barris por dia até o acidente. A empresa ainda não informou, porém, o impacto do problema sobre a sua produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.