P-36: vítima havia sobrevivido a acidente pior

O técnico de segurança Mário Sérgio Mateus sobreviveu em 1984 ao pior acidente com uma plataforma já ocorrido no Brasil, quematou 37 trabalhadores no campo de Enchova. Infelizmente, o trabalhador foi agora umadas dez vítimas do segundo pior acidente da história, ocorrido na semana passada naplataforma P-36. ?Se eu já estivesse casada com ele em 1984, nunca mais deixaria queele entrasse em uma plataforma?, disse a viúva, Rita de Cássia Lopes Araújo.Apesar das informações oficiais e do longo tempo já decorrido, Rita de Cássia afirmaque ainda tem esperança de encontrar seu marido vivo. Ela conta que o casal sempre aproveitava a folga de 21 dias do petroleiro paraviajar. ?Um dia antes de ele embarcar, nós tínhamos voltado de São Lourenço?. Antesdo acidente, eles planejavam uma grande viagem, para lugar ainda não escolhido, e atroca do apartamento onde moravam, na cidade de Santos. O casal tinha quatro filhos,dois com 17 anos, um de 15 e outro de 7. ?O mais novo nem sabe ainda o que aconteceu com o pai?, disse. Rita observa que jánão sentia mais medo quando o marido ia para a plataforma. ?A gente acaba seacostumando. Ele adorava o trabalho?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.