P-36: inclinação atinge 27 graus

A situação da plataforma P-36 nunca esteve tão crítica. A inclinação da embarcação atingiu 27 graus - o máximo até agora havia sido de 25 graus - e o afundamento de mais 40 centímetros durante a madrugada, depois de um dia de estabilidade. "São notícias não muito boas, mas continuamos esperançosos", disse o gerente geral da Petrobrás na Bacia de Campos, Carlos Eduardo Bellot. O engenheiro explica que a piora do quadro foi provocada principalmente pela mudança climática. "As ondas médias de hoje estão em 1,5 metro, atingindo até 1,7 metro. Para amanhã a expectativa é de uma melhora no clima", explicou. Bellot observou que os técnicos da Petrobrás continuam com os trabalhos de expulsar água dos flutuadores da plataforma. "Por enquanto este trabalho ainda tem de ser feito a partir de barcos no entorno do equipamento. Os profissionais avaliam momento a momento se devem injetar nitrogênio ou ar comprimido." Há 41 técnicos, sendo 20 deles mergulhadores, em 18 barcos ao redor da plataforma. As injeções de ar e nitrogênio estão sendo feitas em dois compartimentos. "Temos mergulhadores trabalhando para preparar mais três compartimentos para injeção de gás ou ar", disse Bellot.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.