P-36: Defesa Civil perde as esperanças

O coordenador do Departamento de Apoio Comunitário da Defesa Civil do Estado, coronel Jorge Lopes, disse hoje que já não há esperanças de encontrar com vida os nove funcionários da Petrobrás desaparecidos após o acidente na plataforma P-36. "Ontem havia esperança, hoje a possibilidade de encontrar algum deles vivo é muito remota", afirmou. Jorge Lopes informou ainda que as buscas devem continuar por uma semana. "Em casos de afogamento, os corpos começam aflorar em torno do quinto dia, devemos aumentar esse prazo para uma semana", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.