Osmar Dias: Projeto Paraná é centro de campanha

Com a candidatura ao governo do Paraná e a coligação com PMDB e PT formalizadas pelas executivas dos partidos na noite de ontem, o senador Osmar Dias (PDT) foi calorosamente recepcionado, por volta das 22 horas, quando chegou à sede do PMDB, onde um grande número de militantes estava reunido.

Agência Estado

01 Julho 2010 | 01h21

"Agora temos um projeto, que é o Projeto Paraná, acima de qualquer outro interesse, qualquer divergência que possa haver entre as pessoas que compõem essa aliança", disse o senador. O projeto foi preparado durante dois anos de visitas aos municípios paranaenses. O vice na chapa será o deputado federal Rodrigo Rocha Loures Filho, filho do presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

O senador destacou que a possibilidade de enfrentar o irmão, senador Álvaro Dias (PSDB), que era cotado para vice de José Serra, visto que ele vai estar no palanque de Dilma Rousseff (PT), pesou bastante. "Foi um processo doloroso de decisão, em que fui cauteloso, mas acima de tudo demonstrei o valor que tenho pela família, o respeito pelo irmão, e aguardei até o último momento que pude aguardar para que pudesse tomar a decisão que atendesse o apelo do Paraná", disse. "Coloquei o meu destino nas mãos da população do Paraná, que é quem vai julgar se a decisão é correta ou não." Ele acentuou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai participar "com todas as forças" da campanha.

Mais conteúdo sobre:
Eleições2010Paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.