Osmar Dias nega ter recebido convite para ministério

O vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequena Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias (PDT), negou nesta quarta-feira, 05, que tenha sido convidado pela presidente Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Agricultura. A audiência de Dias com Dilma, que durou cerca de uma hora, ainda não foi comunicada na agenda oficial da presidente.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 18h09

"Não foi tratado assunto político, de eleição, nada disso. Nós tratamos assuntos de interesse do País e exatamente a questão da infraestrutura, da agricultura, que é sempre uma prioridade da presidente", desconversou o pedetista.

O nome de Osmar Dias já foi especulado para assumir o Ministério da Agricultura no ano passado. O atual titular da pasta, Antônio Andrade, deixará a pasta para concorrer a um novo mandato na Câmara dos Deputados.

Segundo Dias, Dilma o chamou para uma reunião de trabalho com o objetivo de discutir o andamento do Plano Safra e "assuntos relacionados a obras que o Banco do Brasil vai licitar, como a Casa da Mulher Brasileira, aeroportos regionais e também os armazéns da Conab".

"Olha, eu sou vice-presidente do Banco do Brasil com bastante entusiasmo em exercer essa missão que me foi dada pela presidente Dilma", afirmou Dias. Questionado pela reportagem se o Ministério da Agricultura não seria ainda mais entusiasmante, respondeu: "É, mas tá ocupado. Eu estou muito bem no Banco do Brasil."

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaOsmar Dias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.