Orlando Silva recusa assinar documento de 'apoio' a CPI para investigá-lo

Ele justificou a recusa dizendo não poder interferir no poder Legislativo

Eduardo Bresciani, do Estadão.com.br

18 de outubro de 2011 | 17h19

O ministro do Esporte, Orlando Silva, se recusou a assinar um documento proposto pelo deputado Vaz de Lima (PSDB-SP) no qual o ministro pediria aos líderes do governo para apoiar a realização de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as fraudes denunciadas em sua pasta. Ele justificou a recusa dizendo não poder interferir no poder Legislativo.

 

“Sou ministro de Estado, faço parte do poder Executivo, distinto do Legislativo. Seria demasiado eu, como membro de outro poder, tomar uma atitude que constranja, que interfira no poder Legislativo. Não cabe a outro poder se imiscuir tema próprio Legislativo”, diz o ministro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.