Organizadores falam em 50 mil manifestantes reunidos na Esplanada dos Ministérios

Cerca de 50 mil pessoas, segundo os organizadores, estão reunidas em um protesto na região da Esplanada dos Ministérios e caminham em direção ao Congresso Nacional, em Brasília. A maioria veste camisas com as cores da bandeira do Brasil e grita palavras de ordem como "Fora, Dilma".

MURILO RODRIGUES ALVES, Estadão Conteúdo

15 de março de 2015 | 11h13

O protesto deste domingo (15) é pacífico e as cobranças são variadas. A maioria protesta contra a corrupção e em apoio às investigações da Operação Lava Jato e ao juiz que conduz o processo, Sérgio Moro. Algumas pessoas vestem camisetas com frases como "Fora, Dilma" e pedem o impeachment da presidente da República. Outros manifestantes fardados querem uma intervenção militar.

Integram a manifestação grupos como o Movimento Brasil Contra a Corrupção (MBCC), Movimento Brasil Livre, Movimento Limpa Brasil, Movimento Vem pra Rua, entre outros. O manifesto está marcado para ser encerrado ao meio-dia.

O protesto conta com seis caminhões de som. O aluguel do maior deles custou R$ 6 mil. Segundo um dos líderes da manifestação, o gerente de projetos Jefferson Bank, os manifestantes fizeram uma "vaquinha" para fazer o pagamento via WhatsApp. Também de acordo com ele, a Polícia Militar estaria obstruindo as rodovias que dão acesso a Brasília para esvaziar o movimento.

Todos os manifestantes podem falar ao microfone, exceto políticos. Também é proibido falar em apoio a partidos. Alguns ironizam as manifestações em apoio ao governo da última sexta-feira. "Alguém aqui recebeu camiseta ou ganhou R$ 35 para estar aqui?", questionam os manifestantes.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasíliaprotestosDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.