Orçamento será votado amanhã, definem líderes

Os líderes partidários fizeram um acordo para votar amanhã à tarde o Orçamento a União de 2008. Em reunião realizada hoje, os líderes acertaram a exclusão do texto do Orçamento do Anexo de Metas e Prioridades. Os R$ 534 milhões que estavam previstos no anexo serão redistribuídos entre as bancadas estaduais, informou o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE). Com a retirada do anexo, a oposição aceitou votar amanhã o Orçamento.Hoje, em reunião do Conselho Político de coalizão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um apelo aos líderes da base aliada para que o Orçamento da União fosse aprovado o mais rápido possível. Ele afirmou que o Orçamento deveria ser votado mesmo sem acordo com a oposição. O presidente disse que o governo "não pode ficar refém da minoria".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.