Orçamento do Estado de São Paulo prevê receita de R$ 95 bi

Serra enviou a proposta à Assembléia e maior parte do investimento está no que chama área social

Felipe Maia, da Agência Estado,

28 de setembro de 2007 | 21h44

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), enviou nesta sexta-feira, 28, à Assembléia Legislativa a proposta de Orçamento do Estado para o ano que vem. O Poder Executivo projetou uma receita de R$ 95,2 bilhões, o que representa um aumento de 12% em relação ao deste ano (R$ 84,9 bilhões).  A maior parte da receita virá da arrecadação do ICMS: (R$ 63,7 bilhões) e outros R$ 6,8 bilhões serão conseguidos via IPVA. De acordo com a secretaria de Estado de Economia e Planejamento, a maior parte do Orçamento será investida no que chama de área social, englobando educação, saúde, segurança pública e habitação, que receberá R$ 41,9 bilhões.  No que se refere a investimentos, o orçamento paulista prevê a aplicação de R$ 11,6 bilhões, sendo R$ 8,7 bilhões pelo próprio governo e R$ 2,9 bilhões em recursos das estatais. O valor representa uma alta de 46% ante o previsto para esta área em 2007 (R$ 7,9 bilhões).  No setor de infra-estrutura, terão destaque a ampliação do Metrô (R$ 2 bilhões) e obras de saneamento básico, por meio da Sabesp, que deve investir R$ 1,1 bilhão em abastecimento de água, ampliação da coleta e tratamento de esgoto.  No próximo ano, o governo paulista pretende gastar R$ 35,9 bilhões com pessoal, o que representa uma alta de 8,1% frente o previsto para este ano (R$ 33,1 bilhões). Outros R$ 21,2 bilhões irão para o custeio da máquina pública. R$ 7,8 bilhões serão utilizados para pagar o serviço da dívida pública e R$ 1,6 bilhão para o pagamento de precatórios.  Além disso, R$ 19,9 bilhões serão repassados aos municípios. Na área social, a educação deve receber R$ 18,8 bilhões e a segurança pública, R$ 10,6 bilhões. Para a saúde estão previstos R$ 9,1 bilhões e para a habitação R$ 1,2 bilhão.

Mais conteúdo sobre:
Serraorçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.