Orçamento de 2007 prevê crescimento em 3,70%

O governo reduziu de 4% para 3,70% a projeção para o crescimento da economia brasileira neste ano. A nova projeção consta da revisão dos parâmetros econômicos para o Orçamento de 2007, encaminhada nesta terça-feira pela Casa Civil ao Congresso Nacional. Para 2007, a equipe econômica manteve a projeção de expansão do PIB em 4,75%.Segundo um integrante da equipe econômica, a revisão para baixo no PIB de 2006 acompanhou o movimento realizado pelo Banco Central, no relatório trimestral de inflação. Na última sexta-feira, quando foi discutida a revisão, chegou-se a cogitar a revisão da projeção para o PIB somente depois da divulgação do dado do IBGE relativo ao terceiro trimestre, mas a equipe econômica preferiu já fazer a revisão agora e após a divulgação do PIB, caso necessário, fará outra.O documento traz também nova estimativa para a taxa de juros básica, que passou de 13,75% para ao fim de 2006 para 13,50%. Para o fim de 2007, a redução da projeção foi mais forte, de 13% para 12,25%. Para a taxa de câmbio, a projeção para 2006 recuou de R$ 2,18 para R$ 2,17, enquanto a estimativa para 2007 caiu de R$ 2,35 para R$ 2,30.No que diz respeito à inflação em 2006, a estimativa de IPCA passou de 3,27% para 2,77%. Para 2007, a expectativa foi mantida em 4,5%. O governo manteve em R$ 375 a expectativa para o salário mínimo no ano que vem. O governo elevou sua projeção de aumento das importações no ano que vem de 12,95% para 16,35%. Já para o petróleo no final do próximo ano a estimativa para o preço do barril passou de US$ 75,34 para US$ 63,97.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.