Oposição tenta desestabilizar Palocci, diz relator da reforma política

Para Henrique Fontana (PT-RS), a evolução patrimonial do ministro é legal e cabe à base do governo defendê-lo do desgaste provocado pelo noticiário

Daiene Cardoso / SÃO PAULO, Agência Estado

19 de maio de 2011 | 10h28

O deputado Henrique Fontana (PT-RS), relator da reforma política na Câmara dos Deputados, saiu em defesa do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, e acusou a oposição de tentar desestabilizar o principal ministro da presidente Dilma Rousseff. "Nós não podemos permitir que se faça uma exploração política desestabilizando o ministro", disse o deputado nesta quinta-feira, 19, em um encontro promovido pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), num hotel na zona sul de São Paulo, para discutir reforma política.

 

De acordo com Fontana, os dados sobre a evolução patrimonial de Palocci constam na declaração de Imposto de Renda (IR) dele e são públicos. "Nós temos um processo da oposição de tentar constituir um fato em cima de uma evolução patrimonial", afirmou. Para ele, a evolução patrimonial do ministro está dentro da legalidade e cabe à base do governo defendê-lo do desgaste provocado pelo noticiário. "O debate que a oposição tem feito tem, claramente, um componente de disputa política, não há novidade nisso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.