Oposição quer evitar volta de Jader

A senadora Heloisa Helena (PT-AL) disse que a oposição irá propor que o Conselho de Ética se posicione para evidenciar a falta de condições políticas do senador Jader Barbalho para reassumir a presidência do Senado, no próximo dia 17. Essa posição está sendo enfatizada por vários senadores ao longo das mais de quatro horas da reunião do Conselho de Ética. A reunião foi convocada para votar o relatório da Comissão que recomenda a abertura de processo contra Jader Barbalho, o que não ocorreu ainda. "O senador Jader Barbalho está sob investigação e não tem condições de reassumir. Se isto ocorrer ele abrirá uma grave crise política", defendeu o senador Jefferson Peres (PDT-AM). Posição semelhante foi manifestada pelo senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), que também anunciou sua disposição de votar contra a indicação do senador Juvêncio da Fonseca (PMDB-MS) para presidência do Conselho de Ética, uma vez que ele integra os quadros do PMDB, mesmo partido de Jader Barbalho. Juvêncio da Fonseca foi indicado pelo líder Renan Calheiros para assumir na vaga aberta com a renúncia de Gilberto Mestrinho à presidência do Conselho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.