Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Oposição quer anunciar apoio a Baleia após definição do PT

PSB, PDT, PCdoB e Rede já fecharam com nome apoiado por Rodrigo Maia

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2021 | 17h08

BRASÍLIA – Partidos de oposição pretendem divulgar o apoio à candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara no fim da tarde desta segunda-feira, 4, após decisão do PT sobre o tema.

Embora ainda não tenham anunciado, PSB, PDT, PCdoB e Rede já definiram que irão com Baleia e, para manter a unidade, aguardam o PT bater o martelo sobre a questão, o que deve acontecer nesta segunda, em reunião interna do partido que começaria às 15h.

Juntas, essas cinco legendas somam 119 deputados, considerando as bancadas atuais dos partidos com as últimas mudanças devido às eleições municipais.

O PSOL, também parte da oposição e com dez parlamentares, deve ficar de fora do anúncio desta segunda. A bancada está dividida e tem reunião agendada para o dia 15.

Parte da bancada do PSOL defende apoiar o emedebista já no primeiro turno da eleição da Mesa Diretora, com o argumento de “derrotar o candidato de Bolsonaro”. O principal adversário de Baleia é Arthur Lira (PP-AL), líder do PP e do Centrão, que conta com o apoio do Palácio do Planalto. A outra parte quer ainda lançar um candidato próprio na disputa e deixar o apoio a Baleia para o segundo turno.

Mesmo sem o PSOL e com a perspectiva de definição do restante da oposição nesta segunda-feira, Baleia deve fazer o lançamento oficial de sua campanha durante a semana, provavelmente na quarta, 6. O deputado tem o apoio de seu partido, do qual é o presidente, além de PSDB, DEM, Cidadania e do rachado PSL. Essas siglas somam atualmente 127 deputados.

Para ganhar a eleição, o candidato precisa ter a maioria dos votos dos 513 deputados, ou seja, 257 votos em primeira votação, ou ser o mais votado em segundo turno. Os blocos de apoio às candidaturas são formalizados apenas no dia da eleição, 1º de fevereiro, e valem para a distribuição dos demais cargos da Mesa Diretora.

No dia, são eleitos além do presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes. No bloco de Baleia, PT deverá ficar com a primeira escolha dos cargos na Mesa, na sequência PSL, PSB e PSDB.

Já no de Lira, o PL está na chapa com o deputado Marcelo Ramos (PL-AM) disputando a vice-presidência. Além de Baleia e Lira, a disputa da Câmara tem ainda como candidatos independentes – sem o apoio oficial de partidos – o deputado Fábio Ramalho (MDB-MG) e Capitão Augusto (PL-SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.