Oposição protocola no MP ação contra campanha do governo sobre 'tirar Brasil do vermelho'

PT e PCdoB alegam que publicidade acontece durante período eleitoral e pretende desqualificar tanto a gestão Dilma quanto os partidos de esquerda, representados em sua maioria por essa cor

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2016 | 12h10

BRASÍLIA - Parlamentares do PT e PCdoB protocolaram nesta sexta-feira, 7, uma representação junto ao Ministério Público Federal no Distrito Federal contra a campanha publicitária do governo Temer que fala em "tirar o Brasil do vermelho". A ação pede a retirada da propaganda, ressarcimento da verba pública e apuração de ocorrência de crime eleitoral e de improbidade administrativa.

De acordo com a representação, a publicidade do governo acontece em pleno curso do período eleitoral e tem dois objetivos: desqualificar a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff e uma das históricas marcas da esquerda mundial representada por sua referência à cor vermelha. O texto ressalta que essa é a cor presente nas bandeiras de vários partidos e, notadamente, no Partido dos Trabalhadores.

A propaganda governamental foi publicada nesta semana em jornais brasileiros e diz "Vamos tirar o Brasil do vermelho para voltar a crescer". Segundo os parlamentares do PT, a peça passa dos limites de publicidade pública e toma forma de publicidade política com mensagem subliminar contra partidos de oposição em período eleitoral.

A representação pede que sejam apuradas informações sobre os recursos gastos com a propaganda e possível ressarcimento, além de verificação de improbidade administrativa por parte do presidente Michel Temer, do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do secretário de Comunicação Social da Presidência, Márcio de Freitas Gomes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.