Oposição protocola contra ministra Dilma no TSE

PSDB e DEM alegam que a ministra fez propaganda eleitoral antecipada durante encontro de prefeitos

Agência Brasil

18 de fevereiro de 2009 | 16h30

O DEM e o PSDB protocolaram nesta quarta-feira, 18,  no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma representação contra a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, por ter feito propaganda eleitoral antecipada durante o encontro de prefeitos, nos dias 10 e 11 de fevereiro na capital federal.   De acordo com o deputado Roberto Magalhães (DEM-PE), da executiva do partido, durante o evento houve uma espécie de propaganda subliminar de Dilma em relação aos programas do governo. "Nessa representação há uma exposição que procura demonstrar a hipótese de que esse ato (encontro dos prefeitos)é uma propaganda subliminar ou propaganda política extemporânea (fora do prazo)".   O deputado argumenta que, de acordo com a lei eleitoral, só se pode fazer propaganda a partir de 15 de julho do ano da eleição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.