Oposição pedirá que PGR investigue Lula por suposta pressão sobre Mendes

Segundo revista, ex-presidente teria ameaçado a atuação do STF no julgamento do mensalão

Ricardo Brito, da Agência Estado,

28 Maio 2012 | 16h09

BRASÍLIA - A oposição vai entrar nesta segunda-feira, 28, com uma representação na Procuradoria Geral da República para investigar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suspeita de ameaçar a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do processo do mensalão.

Líderes do PSDB, PPS, DEM e outros parlamentares vão subscrever o pedido para apurar a suspeita de que Lula cometeu os crimes de corrupção ativa, tráfico de influência e coação no curso do processo por conta do episódio em que o ex-presidente teria prometido blindagem ao ministro Gilmar Mendes na CPI do Cachoeira em troca do adiamento do julgamento do mensalão.

O encontro, relatado pela revista Veja deste final de semana, ocorreu em abril no escritório do ex-ministro do STF e da Defesa Nelson Jobim.

O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), disse nesta sexta que é preciso investigar a conduta "flagrantemente" ilícita de Lula. "É muito grave (o fato). Eu não conheço na história do judiciário brasileiro uma atitude tão repugnante", disse Alvaro Dias.

Por enquanto, a estratégia da oposição é não levar este assunto para a CPI do Cachoeira para não contaminá-la. Os oposicionistas pretendem aprovar amanhã a quebra do sigilo da Delta Construções e tentar evitar a convocação exclusiva do governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo.

Mais conteúdo sobre:
Gilmar Mendes Lula oposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.