Oposição pede proteção policial a PM que acusou ministro do Esporte

Requisição foi feita ao Ministério da Justiça, que afirmou estar aguardando a solicitação formal de João Dias Ferreira para conceder a proteção

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

19 de outubro de 2011 | 00h28

SÃO PAULO - O Ministério da Justiça informou, por meio de nota à imprensa, que recebeu na terça-feira, 18, "ofício da liderança do PSDB solicitando, em caráter de urgência, proteção especial ao policial militar do Distrito Federal João Dias Ferreira". Ferreira é o pivô das denúncias de corrupção envolvendo o ministro do Esporte, Orlando Silva.

 

A PM do Distrito Federal foi contactada para que Ferreira se apresente à Polícia Federal (PF) para prestar depoimento e receber a segurança. O ministério afirmou que a PF concederá proteção ao policial assim que ele comparecer à sede da Superintendência da PF do Distrito Federal e solicitar a segurança.

 

Leia a íntegra da nota:

"O Ministério da Justiça recebeu, nesta terça-feira (18/10), ofício da liderança do PSDB solicitando, em caráter de urgência, proteção especial ao policial militar do Distrito Federal João Dias Ferreira.

 

O Departamento de Polícia Federal, em atendimento à determinação do ministro da Justiça, informou que a proteção será imediatamente concedida assim que o senhor João Dias Ferreira comparecer à sede da Superintendência da Polícia Federal do DF e, nos termos da lei, solicitar a segurança.

 

Nesse sentido, o Ministério da Justiça também entrou em contato com o comando da Polícia Militar do Distrito Federal para que o policial João Dias Ferreira seja apresentado à PF para prestar depoimento e receber a segurança. O mesmo foi informado à bancada do PSDB.

 

Contudo, e apesar de convidado a prestar depoimento, o policial, até o momento, não apresentou pedido algum de proteção, sem o qual não será possível a tomada das providências cabíveis.

 

Assessoria de Comunicação Social

Ministério da Justiça"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.