Oposição nega "veto formal" a Sarney

O líder do Bloco de Oposição no Senado, senador José Eduardo Dutra (PT-SE), disse que não existe nenhum veto formal dos partidos de oposição à candidatura do senador José Sarney (PMDB-AP) à Presidência do Senado. Dutra disse que na semana passada, ao ser consultado pelo presidente do PMDB, deputado Michel Temer (SP), sobre a indicação de Sarney, respondeu que seria necessário que o PMDB escolhesse um nome para presidir o Senado que não fosse considerado mais um golpe na guerra entre Antônio Carlos Magalhães e Jader Barbalho. Essa avalialção, sgundo Dutra, excluiria tanto Sarney quanto o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) - o primeiro, a ser entendido como uma vitória de ACM e o segundo, de Jader.Dutra disse, no entanto, que essa ponderação não significa um veto, até porque o Bloco só vai se reunir para definir sua posição na sucessão de Jader depois que o PMDB indicar formalmente o seu candidato, o que não aconteceu até agora. Dutra afirmou que se pudesse escolher entre os senadores do PMDB, a maioria dos integrantes do Bloco preferiria o senador José Alencar, de Minas Gerais, conforme ficou demonstrado na reunião realizada nesta manhã. Mas o líder avaliou que o nome de Sarney ainda não foi formalizado por restrições ao ex-presidente por parte do governo."O Sarney tem problemas no Planalto e eles querem jogar o veto no nosso colo", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.