Oposição ironiza pergunta de Suplicy a compadre de Lula

Na tentativa de dar um outro rumo ao depoimento do compadre do presidente Lula, Roberto Teixeira, tirando o foco das acusações, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) lhe perguntou, durante depoimento na CPI dos Bingos, que recomendação ele daria aos petistas. Mas antes mesmo que pudesse responder, os senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) deram suas próprias opiniões. Para Tasso, o presidente deveria dizer: "Não roubem, meus amigos do PT, não roubem nossos cofres públicos" e que Lula sabe o que está acontecendo ao seu redor e que é o para os seus ministros pararem de roubar. O senador Antonio Carlos Magalhães endossou a tese do colega tucano, dizendo que Roberto Teixeira deveria recomendar ao seu compadre que pare de dizer que não sabe o que está acontecendo. Teixeira disse que desde 1986 se afastou do PT, mas continua amigo do presidente Lula. E que diante disso, a única coisa que pode sugerir é que qualquer medida de transparência é bem vinda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.