Oposição insiste em urgência para IR

Os líderes dos partidos de oposição na Câmara dos Deputados decidiram manter o requerimento de urgência para a tramitação do projeto de lei que reajusta a tabela de descontos do Imposto de Renda. O líder do PPS, Rubens Bueno (PR), criticou a falta de disposição dos governistas para chegar a um acordo garantindo que o projeto voltará a ser avaliado ainda neste ano, por ocasião das discussões em torno projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que chegará à Câmara até 15 de abril, e nas sessões da Comissão de Finanças e Tributação, o que permitiria que a nova tabela passasse a vigorar já em 2002. Rubens Bueno alertou que, sem esse acordo, a oposição vai "para o desgaste político" dos líderes governistas, pois muitos deles assinaram ou se comprometeram a assinar o pedido de urgência. "Vamos para o confronto político direto", advertiu Bueno. Os parlamentares do PPB e do PFL já assinaram o pedido de urgência, e os do PFL haviam se comprometido a assiná-lo, mas os três grupos acabaram voltando atrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.