Oposição faz novo pedido de investigação contra Jader

Os partidos de oposição vão reapresentar hoje, à Mesa do Senado, requerimento pedindo que o Banco Central faça o rastreamento do cheque que teria sido utilizado na venda irregular de Títulos da Dívida Agrária (TDAs) e que, segundo denúncias, teria sido repassado ao então ministro da Reforma Agrária e atual presidente do Senado, Jader Barbalho. Em sua última decisão como presidente do Conselho de Ética, o senador Ramez Tebet (PMDB-MS), que assume hoje o Ministério da Integração Nacional, indeferiu requerimento nesse sentido que havia sido apresentado pelos partidos de oposição, como também arquivou solicitação para a abertura de investigação sobre Barbalho.Em reunião, que terminou quase às 2 horas da manhã de hoje, os líderes do PT, PSB, PDT, PPS e PC do B, da Câmara e do Senado, decidiram encampar proposta do senador Jefferson Peres (PDT-AM) solicitando a retomada do colégio de líderes para discutir a situação de Jader Barbalho. Os oposicionistas devem procurar hoje o presidente do Senado para propor a realização de uma reunião, com o objetivo de definir conjuntamente uma saída política para Barbalho já que, na avaliação dos senadores da oposição, ele tem comprometido a imagem do Congresso, por conta das sucessivas denúncias de corrupção de que tem sido alvo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.