Oposição é 'cínica', diz Dirceu sobre absolvição de Renan

Para o ex-ministro da Casa Civil, 'não se pode culpar o PT e governo' por não ter cassado o senador

13 Setembro 2007 | 17h57

O ex-ministro da Casa Civil e réu no processo do Mensalão, José Dirceu, comentou em seu blog a absolvição do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e acusou a oposição de 'cinismo' ao "culpar o PT e o governo pela absolvição". Veja Também:    Saiba tudo sobre o Caso Renan e dê sua opinião  "Não tem limites o cinismo da oposição, que votou contra o fim do voto secreto em 2003, particularmente o PSDB e seus caciques e coronéis do asfalto, que se dividiu na votação da cassação de Renan Calheiros, muitos dos seus integrantes votaram pela absolvição, e agora querem "culpar" o PT e o governo pela absolvição". Dirceu critica  "principalmente o PSDB", já que foi, segundo o ex-ministro,  um dos partidos oposicionistas que -"com todo apoio da grande mídia,  exigiu que o voto fosse liberado em todos partidos, e agora critica as abstenções. Na última quarta-feira, o presidente do Senado se livrou da cassação do seu mandato .  Foram 35 votos pela condenação, 40 pela absolvição e 6 abstenções. A decisão dos senadores foi em sessão e votação secretas. Com isso, Renan continua senador por Alagoas e na presidência da Casa.  O senador era acusado de ter despesas pessoais pagas por um lobista ligado à construtora Mendes Junior, como uma pensão destinada à jornalista Monica Veloso- com quem Renan tem uma filha fora do casamento.  Além desta representação, Renan é alvo de mais três processos e dois já correm no Conselho de Ética. Ele é acusado de beneficiar a cervejaria Schincariol, ser dono oculto de duas emissoras de rádio em Alagoas e ter participado de um suposto esquema de propina envolvendo membros do PMDB. Leia a íntegra da nota de Dirceu: O cinismo da oposição -->-->Não tem limites o cinismo da oposição...   Não tem limites o cinismo da oposição, que votou contra o fim do voto secreto em 2003, particularmente o PSDB e seus caciques e coronéis do asfalto, que se dividiu na votação da cassação de Renan Calheiros, muitos dos seus integrantes votaram pela absolvição, e agora querem "culpar" o PT e o governo pela absolvição. A oposição exigiu, com todo apoio da grande mídia, que o voto fosse liberado em todos partidos, agora cobra que no PT houve abstenções e voto contra a cassação. Mas não era a livre consciência de cada senador que ia decidir seu voto? O cinismo da oposição só é suplantado pelo da mídia, de certa mídia e articulistas. 

Mais conteúdo sobre:
Caso renan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.