Oposição antecipa reunião e PSDB defende CPI no Senado

A reunião da oposição, marcada para as 15 horas, para discutir a CPI Mista do Cartão Corporativo foi antecipada. Preocupado com escolha do senador Neuto de Conto (PMDB-SC) para a presidência da CPI em parceria com o PT, no cargo de relator, o presidente nacional do PSDB, senador Sergio Guerra (PE) disse que defenderá na reunião que os partidos de oposição desistam da CPI mista e se dediquem a recriar a CPI exclusiva no Senado.Segundo o líder tucano Arthur Virgílio Neto (AM) não há critério matemático que exclua a oposição do comando da CPI do Senado. A oposição no Senado reúne 28 senadores e o PMDB sozinho tem 19. De qualquer maneira, mesmo no Senado a maioria governista é ampla. No colegiado da CPI existe um voto da oposição para cada três votos do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.