Oposição ajudou governo a aprovar sistema financeiro

Assim como no primeiro turno, o governo teve de contar com a oposição para aprovar na Câmara, em segundo turno, a emenda constitucional que permite a regulamentação do sistema financeiro (artigo 192) por diversas leis complementares. Os partidos aliados (PT, PTB, PL, PSB, PPS, PDT, PC do B, PV, PSC e PMN) deram 207 votos a favor da proposta. O único deputado sem partido, Serafim Venzon (SC), também votou a favor. Os partidos de oposição e independentes (PFL, PSDB, PMDB e PP) contribuíram com 160 votos a favor da emenda aprovada com o placar de 368 votos favoráveis, 13 contrários e 4 abstenções. Como se trata de emenda constitucional, eram necessários 308 votos. O PFL contribuiu com 50 votos a favor e 1 contra, e 22 deputados não votaram. O PMDB, partido que negocia integrar a base aliada do governo, contribuiu com 45 votos a favor, 2 contrários e 21 deputados não estavam presentes na votação. Os 39 deputados do PSDB presentes na sessão votaram a favor da emenda. Não houve votos contrários entre os tucanos, mas 23 deputados não apareceram para votar. Na bancada do PP houve 26 votos favoráveis, 1 voto contrário e 18 ausências. Os 6 deputados do Prona votaram contra.Infiéis O PC do B foi o partido da base aliada mais fiel na votação em segundo turno da proposta de emenda constitucional sobre o sistema financeiro. Os 11 deputados da bancada estiveram presentes e votaram a favor da emenda. No PT, 14 deputados deixaram de votar, entre eles o deputado João Batista de Araújo (PA), o Babá, e a deputada Luciana Genro (RS). Integrantes de correntes mais radicais do partido, os dois parlamentares são alvo do Conselho de Ética do partido por causa de declaraçõs contrárias às reformas do governo, segundo decisão da Executiva do PT em reunião nasegunda-feira passada. Os demais 77 deputados petistas votaram a favor. Na base aliada, os três votos contrários à proposta partiram do PDT e do PV: Alceu Collares (PDT-RS), Leonardo Mattos (PV-MG) e Jovino Cândido (PV-SP). As 4 abstenções foram registradas no PDT e um pedetista não votou. Na bancada do PTB foram 37 votos a favor, nenhum contrário, mas 11 deputados se ausentaram. No PL também não houve votos contra. Foram 25 votos a favor, mas 9 deputados não compareceram à sessão. Os 24 deputados do PSB presentes deram o voto favorável à emenda, mas 5 deputados do partido faltaram à sessão. Na bancada do PPS foram 17 votos favoráveis, nenhum contrário, mas 3 deputados faltaram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.