Operação investiga fraude na prefeitura de Mairinque

Uma força-tarefa do Ministério Público Estadual e da Polícia Civil apreendeu nesta quarta-feira documentos e computadores da prefeitura de Mairinque, região de Sorocaba, para investigar denúncia de fraudes em licitações. Foram cumpridos 16 mandados de busca expedidos pela Justiça, tendo como alvos, além da prefeitura, empresas e residências de servidores do município. De acordo com o delegado seccional de Sorocaba, André Moron, a investigação foi desencadeada após denúncias de um esquema de fraudes envolvendo funcionários públicos, prestadores de serviços e fornecedores da prefeitura. As licitações para obras, compras e serviços seriam dirigidas a determinadas empresas e os valores, superfaturados. O material apreendido foi levado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

31 de outubro de 2012 | 18h53

A operação mobilizou 60 policiais civis de seis cidades da região e, segundo Moron, por enquanto não serão feitas prisões. Segundo ele, as denúncias dão conta ainda da adulteração de contratos de prestação de serviços na área de cultura e administração. Segundo ele, a perícia no material apreendido irá indicar se as fraudes existiram e a participação de cada envolvido. A suspeita é de crimes de corrupção, sonegação fiscal e formação de quadrilha. O prefeito Dennys Veneri (PTB) informou que os processos de licitação e contratos estão de acordo com a lei. Ele disse que desconhece o teor da denúncia, mas vai acompanhar a investigação.

Tudo o que sabemos sobre:
OperaçãoMairinque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.