Operação da PF prende ex-senador Sebastião Rocha no AP

A Polícia Federal prendeu nesta manhã o ex-senador Sebastião Rocha (PDT), ex-secretário estadual de Saúde e candidato derrotado nas eleições para a prefeitura de Macapá. Rocha foi preso às 6h40 da manhã, como parte da Operação Pororoca, deflagrada hoje pela PF em Macapá, Belo Horizonte, Belém e Brasília.De acordo com a Polícia Federal, a operação envolve 170 policiais nos quatro estados. Outras 20 prisões devem ser feitas ainda hoje em Macapá. Sebastião Rocha e outros envolvidos são acusados de usurpação de função pública, peculato, formação de quadrilha, prevaricação, corrupção ativa e passiva, tráfico de influência e inserção de dados falsos no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siaf), que gerencia dados da União.Ainda segundo a PF, o valor das obras suspeitas de fraude é de R$ 103.565.460,63. Na casa de Sebastião Rocha foram apreendidos também um laptop e agendas. A operação investiga há dois anos fraudes em licitações, desvio de verbas públicas, esquema de alteração indevida de dados da Receita Federal e fraudes no sistema Siaf.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.