Operação da PF prende 21 pessoas em Rondônia

A Polícia Federal já realizou 21 prisões no município de Ariquemes, em Rondônia, resultado das investigações sobre um esquena de desvio de R$ 18 milhões da Prefeitura da cidade, nos últimos três anos. O coordenador da operação, batizada de Mamoré, delegado Mauro Sposito, disse em Porto Velho que mais prisões podem acontecer a qualquer momento. Um dos presos, o ex-senador de Rondônia e ex-prefeito de Ariquemes, Ernandes Amorim (PRTB) é apontado como líder de uma quadrilha que , além de desviar dinheiro da prefeitura, é acusada de venda ilegal de madeira e extração irregular de minério. Ele é pai da prefeita de Ariquemes, Daniela Amorim, que está disputando a reeleição. Na operação, a PF fez hoje busca e apreensão na casa da prefeita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.