Operação Aço Forte revela desvio de verba pública no Pará e em Minas

A Polícia Federal de Minas Gerais e do Pará e auditores da Receita Federal de Marabá desencadearam, nesta quinta-feira, a Operação Aço Forte, para apurar suposto desvio de alguns milhões de reais de recursos da extinta Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), repassados a uma empresa do ramo siderúrgico de Marabá.A verba seria proveniente do Fundo de Investimento da Amazônia (Finam). A PF irá cumprir mandados de busca e apreensão nos dois Estados.De acordo com auditores da Receita em Marabá, foram criadas empresas de fachada, com a utilização de "laranjas" para encobrir o desvio de recursos públicos, além da realização de negócios fraudulentos por meio de outras empresas já existentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.