Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Onyx ficou ‘muito tempo sentado na cadeira’ e não articulou, diz Frota

Deputado diz que ministro da Casa Civil 'errou muito' e deixou de conversar com deputados ao longo do ano passado

Marlla Sabino, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2020 | 19h19

BRASÍLIA – Após uma semana em que o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, viu suas atribuições diminuírem e especulações sobre sua permanência no cargo crescerem, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) não poupou críticas. Ex-integrante do PSL, partido do qual o presidente Jair Bolsonaro também fazia parte, Frota afirmou que Onyx “errou muito” por ficar “muito tempo sentado na cadeira”, segundo ele ao contrário de trabalhar na articulação das pautas do governo com o Congresso.

“Ele trabalhou bastante, mas errou muito também. Não fez a articulação que deveria, ficou sentado na cadeira por muito tempo em vez de estar aqui trabalhando com os deputados”, afirmou.

Na abertura do ano legislativo nesta segunda-feira, 3, coube a Onyx a responsabilidade de ler a mensagem presidencial ao Congresso. Para o deputado, a presença do ministro é uma demonstração de “um pouco de força” no governo. “O DEM está ali sentado à mesa, temos o Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e o Onyx. Talvez dando um recado para Bolsonaro.”

O parlamentar chegou ao Congresso com uma miniatura de avião para entregar para o ministro. Segundo ele, é uma referência à exoneração do ex-secretário Vicente Santini, da Casa Civil, que usou avião da Força Aérea Brasileira para viagem internacional. Onyx disse na manhã desta segunda que, após o episódio, estão em análise alterações nas regras para uso dos aviões da FAB por representantes do governo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.