ONU relata histórias de ativistas sob Proteção

Sob ameaça de morte, dois índios, dois religiosos, dois militantes agrários, um sem-teto, uma líder quilombola, um pescador e um ativista comunitário viraram protagonistas de Dez faces da luta pelos Direitos Humanos no Brasil, publicação lançada no País no fim de 2012 com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU).

WILSON TOSTA, Agência Estado

17 de janeiro de 2013 | 10h01

De pontos do território nacional distantes entre si, como a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, o sul da Bahia, a periferia de Manaus e o noroeste mineiro, os personagens, curiosamente, contam histórias com pontos em comum. Entre eles estão o engajamento em questões que os transformaram em alvos - como a defesa de menores infratores, a luta pela terra e até o combate ao crime organizado -, a disposição de não desistir e a inclusão no Programa de Proteção às Defensoras e Defensores de Direitos Humanos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
ONUativistashistória

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.