ONG lança campanha em defesa da legislação ambiental

Objetivo é permitir que a população avalie a conduta dos candidatos antes das eleições de outubro

estadao.com.br,

10 de março de 2010 | 10h25

A organização não governamental (ONG) Fundação SOS Mata Atlântica lançou nesta quarta-feira, 10, uma campanha para identificar os políticos que não estão comprometidos com a legislação ambiental brasileira. O lançamento ocorreu durante reunião da Frente Parlamentar Ambientalista, marcada para as 8h30, na Câmara dos Deputados. Todas as informações sobre como participar da campanha já estão no site www.sosma.org.br/exterminadores.

 

O diretor de Políticas Públicas da ONG, Mario Mantovani, afirma que a campanha surgiu em oposição a projetos de lei que pretendem "desfigurar o Código Florestal Brasileiro ou desmantelar a legislação ambiental como um todo". Entre esses projetos, ele cita o projeto de lei 6424/05, que altera o Código Florestal (Lei 4.771/65) e o projeto de lei 5367/09, que revoga esse código e, em seu lugar, cria o Código Ambiental Brasileiro.

 

"O Brasil tem uma das melhores leis ambientais do mundo. O que resta é elas serem colocadas em prática. Um país sem legislação ambiental não tem futuro", diz Mantovani.

 

A lista prévia com o nome dos políticos será divulgada em maio, e a lista final em julho. O objetivo, segundo a ONG, é permitir que a população avalie a conduta dos candidatos antes das eleições de outubro.

 

A SOS Mata Atlântica vai classificar os políticos citados na lista como "Exterminadores do Futuro", por considerar que eles deixarão como herança um planeta "devastado e destruído", sem garantia de sobrevivência para a atual e para as próximas gerações.

 

No site da campanha, o internauta poderá acessar um questionário com 20 perguntas sobre a conduta ambiental do político. A escolha dos nomes terá mediação da SOS Mata Atlântica, que acompanha o desempenho dos candidatos em Brasília, para definir quais deles farão parte da lista final.

 

Plataforma ambiental

 

A ONG também vai apresentar nesta quinta-feira, 11, uma carta com os compromissos que os políticos devem adotar para proteger o patrimônio natural brasileiro. Além disso, será lançado um site que permitirá a qualquer pessoa informar sobre a atuação de seus candidatos em relação às leis ambientais.

 

Com informações da Agência Câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.