ONG ataca projeto do governo

O projeto de lei que restringirá acesso a terras indígenas por parte de ONGs e missionários é atacado por ativistas estrangeiros. A organização não-governamental Survival International anunciou que há o risco de que povos indígenas ameaçados não tenham acesso à ajuda de organizações internacionais contra fazendeiros e mineradores. O Estado revelou ontem que um decreto está à espera da assinatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para criar restrições à entrada de pesquisadores, missionários e organizações não-governamentais em terras indígenas. O texto os obriga a submeterem seus projetos à prévia análise do Ministério da Justiça. Para Stephan Corry, diretor-geral da Survival, com sede em Londres, o Estado brasileiro tem o direito e o dever de proteger os povos indígenas de "interferências indesejadas e destrutivas". Mas ele alerta que o primeiro passo teria de ser "a remoção de madeireiros, mineradores, fazendeiros e grileiros das terras dos indígenas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.