"Onde o Serra passa, a dengue chega", diz Garotinho

O governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PSB), responsabilizou mais uma vez o ministro da Saúde pela epidemia de dengue que vem atingindo o Rio. O Garotinho resolveu alertar os mineiros afirmando que "por onde o Serra passa, a dengue chega, cuidado". O governador resolveu provocar o ministro da Saúde, que também está em Belo Horizonte, presidindo a formatura de 600 agentes de saúde. Durante conversa com jornalistas, Garotinho afirmou que a dengue, no Rio de Janeiro, tem nome próprio: José Serra.Ele elogiou a atitude da juíza Julieta Lidia Luz, da 1ª Turma do Tribunal Regional Federal, que decidiu reintegrar mais de 5 mil "mata-mosquitos" que haviam sido demitidos: "A situação no Rio se deve ao descaso total do ministro com a dengue. Espero que agora ele tenha bom senso".Em Minas, Garotinho discursa para os participantes de um encontro que reúne oito partidos. O objetivo da reunião é a definição de nome de consenso para o governo mineiro. O PSB, partido de Garotinho, já fez o pré-lançamento do deputado estadual João Leite para a disputa ao Palácio da Liberdade. No entanto, de acordo com ele, as articulações devem continuar e os peesedebistas não descartam o apoio à candidatura do senador José Alencar (PL) ao governo de Minas. Os encontros entre Alencar e Garotinho têm sido frequentes, uma vez que o governador pretende garantir o senador como vice na corrida à presidência da República. O PL ainda não definiu sua posição.Quanto a um possível encontro com o governador de Minas, Itamar Franco (PMDB), Garotinho afirmou que o deputado federal Hélio Costa garantiu que Itamar estaria disposto a abrir a sua agenda em outro momento. Essa reunião porém, ainda não tem data marcada. "Quero ouvir do governador mineiro, o que ele pensa do quadro brasileiro, da realização das prévias do partido e dos caminhos que o PMDB irá tomar, mas não pretendo comentar a posição dele". Ainda é aguardada para o encontro de hoje, em Belo Horizonte, a presença do ex-ministro e pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PPS).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.