OMS teme que pneumonia se alastre nos EUA

Não pára de crescer o número de pessoas contaminadas pela pneumonia atípica. Nesta sexta-feira, 77 novos casos foram identificados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O número de mortes, porém, não se modificou. No total, 1.485 pessoas estão contaminadas e 53 já morreram. A preocupação da entidade é que, depois de se espalhar pelo Sudeste Asiático, a doença misteriosa comece a sair de controle nos Estados Unidos e Canadá.Cinqüenta e um americanos são suspeitos de terem sido contaminados, o que põe o país em quinto lugar entre os que mais apresentam casos.Há apenas dez dias nenhum caso havia sido encontrado nos EUA. Até agora, nenhuma morte foi registrada no país. No Canadá, a preocupação refere-se aos habitantes de Toronto.A OMS classifica a cidade como um dos locais onde a transmissão da doença poderia estar ocorrendo. Até esta sexta, o Canadá registrava 29 pacientes contaminados e três mortes.Em Hong Kong, onde mais de 400 pessoas estão sofrendo da pneumonia atípica, vários hospitais foram fechados para serem desinfetados. Até agora, dez clínicas foram identificadas como locais onde a pneumonia estaria se espalhando.Em Cingapura, mais de 1.500 pessoas foram colocadas em quarentena. Caso saiam de casa, eles serão obrigados a pagar uma multa de mais de US$ 1 mil.Depois de anunciar o cancelamento do show em Hong Kong, a banda inglesa Rolling Stones também desistiu das apresentações na China, marcadas para as cidades de Pequim e Xangai. A justificativa foi a advertência da OMS, que teme o aumento de casos de pneumonia atípica em meio a grandes aglomerações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.