OMS retira alerta desaconselhando viagens a Hong Kong

A Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou hoje o alerta que aconselhava não viajar para Hong Kong e para a província chinesa de Guangdong, locais onde a pneumonia asiática tinha grande incidência. Segundo a OMS, as duas áreas conseguiram controlar a Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars, na sigla em inglês). Guangdong foi o primeiro local no mundo a registrar a pneumonia. A China informou nesta sexta-feira a morte de duas pessoas por causa da Sars e 20 novos casos. Com isso, o país, o mais atingido pela doença, tem 303 mortes e 5.285 infectados.Hong Kong também divulgou números animadores sobre a doença, com apenas duas mortes e dois novos casos. Hong Kong ocupa o segundo lugar no ranking da pneumonia, com 260 mortes e 1.724 infectados. Ao todo, 1.255 pessoas já receberam alta, oito apenas hoje.Taiwan, que teve 65 casos ontem, apresentou uma melhora e divulgou 55 novos casos e nenhuma morte nesta sexta. O número de mortos em Taiwan é 60 e os infectados 538. Atualmente, Taiwan é o local onde a Sars cresce com mais velocidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.