Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

OMS já admite o controle da Sars na China

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quinta-feira que a Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars) está sob controle na Ásia, mas sempre há o risco de um novo surto.?Em relação ao número de novos casos é possível verificar o fim da propagação da pneumonia asiática?, disse Hitoshi Oshitani, responsável pelo combate da doença na Ásia, em Manila. Ontem, apenas sete novos casos foram registrados em todo o mundo.Para Oshitani, a doença parece ?controlada? na China e ainda ?incompleta? em Taiwan. Ontem, a ilha chinesa teve o pedido de retirar a advertência de local infectado pela pneumonia asiática negada pela OMS, que justificou a decisão afirmando que Taiwan ainda pode exportar a doença. Taiwan, terceiro local mais afetado pela doença, teve dois novos casos nesta quinta. Em Hong Kong, onde a doença matou 291 pessoas, nenhum novo caso ou morte foi registrado.O especialista da OMS em doenças transmissíveis, dr. David Heymann, disse que a China ainda tem muito trabalho para fazer no controle da epidemia. Heymann está em Pequim para ajudar o governo chinês e apontar quais as diretrizes que o país deve seguir no combate a doença.Para o especialista da OMS, a queda no número de casos aconteceu por causa da ?grande cooperação da população?, e a rápida medicação em pacientes com suspeita de Sars. No início da epidemia, a OMS criticou a China por não atuar com firmeza para inibir a proliferação e de ?maquiar? os números da doença. Assim que deixar a capital chinesa, Heymann vai se reunir com a diretoria da OMS para discutir uma eventual liberação do alerta de não visitar algumas regiões do país, entre elas Pequim, local mais atingido pela pneumonia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.