Olívio Dutra diz que ainda falta verba para seu ministério

O ministro das Cidades, Olívio Dutra, disse hoje que ainda falta dinheiro para as obras em execução no âmbito do seu ministério, apesar de considerar importante a liberação de R$ 92 milhões que estavam bloqueados. "Nós ainda temos gargalos por conta do contingenciamento que persiste e é uma medida que tem razões de ser. Temos de trabalhar com escassez", afirmou Olívio Dutra, que convocou entrevista para falar sobre a liberação de parte do dinheiro retido do Orçamento para investimento e custeio dos ministérios. Ele disse que os R$ 92 milhões serão usados para a conclusão de projetos ligados à moradia popular em 660 municípios. Em tempos de escassez de verbas, o ministro garantiu que será "criativo", como quer o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, frisou que vai trabalhar com o que for possível, mas não deixou de lembrar que falta dinheiro para a conclusão das obras dos metrôs da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) em Belo Horizonte, Salvador, Recife e Fortaleza. "Os recursos ainda não são suficientes para as obras da CBTU", afirmou. São necessários R$ 280 milhões para "tocar" os projetos já em execução da CBTU nas quatro capitais. Na próxima terça-feira, Olívio Dutra afirmou que vai se reunir com o chefe da Casa Civil, José Dirceu, e com os ministros da Fazenda, Antonio Palocci, e do Planejamento, Guido Mantega, para fazer uma radiografia das obras da CBTU e discutir alternativas de recursos para a continuidade dos projetos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.