Olívio defende manutenção de recursos do Pronaf

O governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra (PT), vai interceder em favor do MST e pedir ao presidente Fernando Henrique Cardoso que não corte 56% dos recursos do Pronaf, como teria sido negociado com o FMI. Um carta do petista será enviada hoje ao Palácio do Planalto e aos demais governadores, advertindo para os riscos de agravamento da crise social se o corte for concretizado. "A reforma agrária ficará capenga se o corte for confirmado, porque os recursos do Pronaf complementam os investimentos do Estado em infra-estrutura dos assentamentos", disse o secretário gaúcho da Reforma Agrária, Antônio Marangon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.