Oito deputados deixam PSDB e falam em criar novo partido

Oito deputados federais do PSDB oficializaram seu desligamento do partido em carta encaminhada ao presidente do partido, José Aníbal. São parlamentares que têm em comum a insatisfação com a condução da direção partidária. A maioria deles deseja assumir uma postura mais governista. São eles: Osmani Pereira (MG), Inaldo Leitão (PB), Doutor Heleno (RJ), Seu Rosa (ES), Salvador Zimbalde (SP), Luís Piauhylino (PE), Ricardo Rique (PB) e Alexandre Santos (RJ). Os deputados paraibanos adiantaram que o governador Cassio Cunha Lima (PSDB) também está insatisfeito com a condução do partido, mas que não há nenhuma posição conjunta nessa atitude de desfiliação do partido agora. O deputado Ricardo Rique admite a possibilidade desse grupo vir a formar um novo partido, agrupando outros parlamentares descontentes que estão em partidos de oposição ao governo. Esse novo partido integraria a base parlamentar do presidente Lula. O deputado Inaldo Leitão disse que seu destino ainda dependerá de uma avaliação regional. Ele explicou que o processo de descontentamento estava em curso desde o ano passado. "Chegou a um ponto em que o casamento foi ruindo", afirmou. O afastamento desses parlamentares do PSDB coincide com a festa prevista para hoje à noite em um hotel de Brasília para comemorar os 15 anos de fundação do PSDB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.