OIT publica guia sobre aids e preconceito

A Organização Internacional do Trabalho lançou nesta terça-feira uma publicação sobre aids, trabalho e preconceito no País. O trabalho deverá ser distribuído em empresas, sindicatos e organizações não-governamentais com o objetivo de incentivar novas ações preventivas, principalmente entre setores pouco atuantes nessa área: pequenas e médias empresas. "Grandes empresas apresentam um trabalho já consolidado, mas as menores têm dificuldades até mesmo para saber sobre a legislação nessa área", afirma Maria Beatriz Cunha, integrante da OIT. Depois do lançamento, representantes da OIT, do Ministério da Saúde e do Ministério Público discutiram como levar essas informações ao setor informal, um dos mais carentes na área de prevenção e, ao mesmo tempo, que reúne um número crescente de trabalhadores. "Com a mudança do perfil da doença - cuja tendência é atingir grupos mais pobres - é preciso intensificar o trabalho nessas áreas", afirma o coordenador-ajunto do Programa Nacional de CRT-Aids, Alexandre Grangeiro. Entre as propostas está a criação de parcerias com sindicatos de vendedores ambulantes e associações de desempregados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.