OIT: 60% dos trabalhadores pobres do mundo são mulheres

O número de mulheres que ingressam na força de trabalho no mundo tem crescido cada dia mais. Por outro lado, a taxa de desemprego é elevada e os salários permanecem baixos, revela o relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), produzido para o Dia Internacional da Mulher. As mulheres representam 60% dos 550 milhões de trabalhadores pobres do mundo.Em outra análise, a OIT diz que os processos até que a mulher alcance elevados cargos em seus ambientes de trabalho são "lentos, desiguais e às vezes desalentador". Na América Latina e Caribe, a taxa de desemprego entre as mulheres foi de 10,1% contra uma taxa de 6,7% entre os homens. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.