Ofensiva põe oposição em alerta

O impulso na campanha presidencial da ministra Dilma Rousseff acendeu o sinal de alerta na oposição. PSDB e do DEM ficaram especialmente impressionados com o encontro que reuniu 3,5 mil prefeitos em Brasília. Para a oposição, o Planalto usou a máquina administrativa para um grande evento de campanha de Dilma. O DEM promete recorrer ao TSE alegando campanha política fora de prazo."O presidente Lula já vinha fazendo campanha a favor da ministra, mas mantinha algum pudor. Nesse, rasgou a fantasia e partiu para a campanha irregular explícita", disse o presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.