OEA condena País por grampos

A Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) condenou ontem o Brasil por grampear ilegalmente entidades ligadas ao Movimento dos Sem-Terra (MST) no Paraná. De acordo com a sentença, a União deverá indenizar as vítimas em até um ano e abrir nova investigação. A denúncia foi apresentada pela ONG Justiça Global, em parceria com o MST e entidades ligadas a trabalhadores rurais. O ministro de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, considerou a condenação "lamentável", mas disse que "é uma lição que se aproveita". A Secretaria de Segurança do Paraná não comentou o caso alegando "fato da administração anterior".

Roberto Almeida, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.