Obama inspira projetos virtuais

Ao desenvolver seu plano para a eleição do ano que vem, o PT buscou inspiração na campanha do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Alguns petistas chegaram a se reunir individualmente com Ben Self, dono da Blue State Digital e autor da estratégia online aplicada na eleição americana. Mas chegaram à conclusão de que não era o caso de assinar um contrato.

, O Estadao de S.Paulo

06 de setembro de 2009 | 00h00

A avaliação foi a de que há no Brasil know-how suficiente nessa área, que leva em consideração as características do eleitorado local e o fato de a penetração da internet ainda estar longe do patamar observado nos EUA. Mas ainda há chances de Self atuar indiretamente na campanha da chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. O americano já teve vários encontros com o marqueteiro João Santana, que assinou a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A informação, no PT, é de que Santana estuda um contrato de consultoria, cujo valor não ultrapassaria R$ 100 mil.

Self também chegou a conversar com o PSDB. As negociações, entretanto, não avançaram. "Havia mais uma curiosidade sobre o trabalho que eles fizeram", explicou o tesoureiro tucano, Eduardo Graeff. "Como, da parte deles não houve continuidade do contato, imagino que eles tomaram outro rumo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.