Obama: Brasil e Chile são exemplos para América Latina

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou hoje que o Chile é "um exemplo" a ser seguido em metas para o desenvolvimento econômico na América Latina, e adiantou que na reunião que terá com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, abordará um tema que também é do interesse chileno, a energia renovável. "O Chile está mostrando o exemplo", disse Obama em coletiva de imprensa minutos antes de receber Bachelet na Casa Branca. "Mas o mesmo é válido para o Brasil", acrescentou o mandatário norte-americano.

AE-AP, Agencia Estado

23 de junho de 2009 | 17h50

Bachelet é o segundo presidente latino-americano que Obama recebe em seu escritório, após o mandatário brasileiro Luis Inácio Lula da Silva, desde que o norte-americano assumiu o cargo, há cinco meses. Na próxima semana, Obama terá uma reunião com o presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, na Casa Branca.

Antes de assumir o cargo em janeiro, Obama teve uma reunião em Washington com o presidente mexicano Felipe Calderón. Bachelet, por sua vez, declarou que exortará Obama a não desaproveitar a "lua-de-mel" que ainda existe entre o presidente dos EUA e os mandatários latino-americanos. "Infelizmente, as luas-de-mel duram muito pouco", disse Bachelet, ao comentar as relações de Washington com a américa Latina, no Brookings Institution. "Este é o momento de construir uma relação firme", ela disse.

Ela afirmou que o Chile alcançou um nível de desenvolvimento superior ao restante da região por causa dos vários tratados de livre-comércio que firmou, entre eles o acordo com os Estados Unidos. Bachelet instou o governo americano e o Congresso dos EUA a sancionarem os tratados de livre-comércio firmados por Washington com a Colômbia e o Panamá.

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.