OAB também irá pedir impeachment do governador Arruda

Ordem dos Advogados do Brasil entrará com o nono pedido para que o político seja expulso de seu cargo

Felipe Recondo, de O Estado de S. Paulo,

03 de dezembro de 2009 | 22h27

O nono pedido de impeachment contra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), e o vice-governador, Paulo Octávio (DEM), será protocolado na próxima segunda-feira, 7, pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do DF na Câmara Legislativa. A OAB decidiu na noite desta quinta-feira, 3, por 31 votos a 1, reforçar o movimento pela saída de Arruda e de Paulo Octávio do governo.  

 

Veja Também

lista Leia tudo o que foi publicado sobre o mensalão no DF

blog  JOÃO BOSCO acompanhe o caso; veja vídeos, oração da propina e mais 

especial Entenda as acusações contra o governador do Distrito Federal

documento Leia o inquérito da Operação Caixa de Pandora

linkDeputados do DF não conseguem criar CPI do mensalão

linkPSB apresenta pedido de impeachment do governador Arruda

 

O processo junta-se ao pedido protocolado ontem pelo o ex-deputado Chico Vigilante e a outros sete requerimentos. Nessa quinta-feira, o PSB entrou com outro processo pela saída de Arruda. O pedido foi protocolado pelo presidente regional da legenda, Marcos Dantas. O PSB já havia encaminhado ao Conselho de Ética pedido de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Rogério Ulysses, também envolvido nas denúncias de corrupção da Operação Caixa de Pandora.

 

Seis dos processos já foram instaurados. Na quarta-feira, 2, com seis deputados em plenário, o mínimo necessário para a sessão, a Câmara Legislativa do Distrito Federal deu início ao processo de impeachment do governador. Os seis pedidos protocolados até aquele momento foram lidos diante de aproximadamente 200 manifestantes que invadiram a Câmara e ocuparam o plenário.

 

Dois pedidos de impeachment foram protocolados pelos advogados Evilásio Viana dos Santos e Anderson Siqueira. Na manhã de quarta-feira, o PSOL e a Ordem dos Ministros Evangélicos do Gama entraram com outros dois processos. À tarde, CUT e PT levaram à Câmara mais dois pedido de impedimento do governador José Roberto Arruda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.